12.1.11

Só paraense sabe

Bom, como hoje é aniversário da minha querida Belém, resolvi postar um texto que veio no jornal e eu amei. É da Márcia Yamada.

"Tem coisas que só o paraense, seja ele de nascimento ou por adoção, sabe o que é: passar numa esquina e salivar só de sentir o cheiro do tucupi ou da maniçoba, empinar papagaio do Cobra ou fazer pacientemente, com talinhas de palmeira e papel de seda, uma curica para os filhos brincarem.
Paraense joga peteca, não bola de gude, e tem seguro contra as mangas que quebram os para-brisas dos carros (pena que não tem seguro pra cabeça, eu mesma já fui alvo de uma delas...). Paraense conhece mato, marés, conta a história do boto, moço bonito mas com um pitiú de peixe, e que mesmo assim encanta as moçoilas mais desavisadas nas noites de lua cheia. Não sabe o que é pitiú? O paraense sabe!
Paraense é carinhoso, chama todo mundo de mano, mana, maninho, fica logo amigo, faz almoço, jantar, põe logo dentro de casa... Eita povo hospitaleiro, fala se não é?
Por aqui tomamos açaí pra dormir a sesta, com farinha d'água ou de tapioca, com açúcar ou sem, com charque, pirarucu ou sem nada, só ele purinho. Bom que só! Tomamos banho de rio barrento como o Guamá ou a baía do Guajará, de rio azul transparente como o Tapajós, de igarapé gelado de bater o queixo de frio. Paraense tem alto verão em julho, quando a maioria do Brasil morre de frio e nós aqui bronzeadíssimos, acentuando a beleza de nossa morenice.
Festa é com a gente mesmo! Em todo o canto tem um violão, uma música legal, um carimbó, uma guitarrada, um treme-terra (não gosto dessa parte hehe), botando todo mundo para dançar. Paraense, quando não tem nada para fazer, vai para beira do rio ver o pôr-do-sol vermelho e os pô-pô-pôs passarem. Quando está estressado, vai para Salinas, Marapanim, Algodoal, Mosqueiro ou outro paraíso qualquer desta terra encantada, ou até uma rede na sacada da casa e fica lá de pezinho pra fora esfriando a cabeça.
Somos índios, místicos, curandeiros, mas também, com toda esta energia de águas e mata, não poderia ser de outro jeito. Paraense vai no Ver-o-Peso, comprar ervas, faz chá, guarrafada, banho de cheiro, tudo uma delícia! Curas de corpo e de alma.
Ao mesmo tempo, temos o privilégio de termos as bênçãos da Nazoca, com toda intimidade que eu, como paraense, tenho para chamá-la assim: minha Santinha, que em outubro sai toda linda, fazendo todo mundo, paraense, turista, brasileiro e gringo engasgar de emoção.
Somos orgulhosos por sermos assim, essa mistura morena, brejeira e gostosa, por sermos autênticos, pela cultura que temos, por nosso sangue índio que a tantos outros se misturou e que nos faz muito, mas muito especiais. E nesta semana vamos nos orgulhar de tudo isso, pois nossa capital faz 395 anos e precisa tanto de nós para ficar mais bonita! Que tal repensarmos nossas ações?"

Parabéns Belém, por ser tão perfeita em tuas imperfeições. Eu te amo menina! Lugar melhor não há!


11 comentários:

Katherine disse...

Ah querida quer participar do Descoberta Literária? Esse blog foi feito para conhecer o trabalho de autores blogueiros ou escritores mesmo. Sabemos o quanto é dificil publicar um livro principalmente no Brasil e a nossa missão é ajudar a divulgar o trabalho de vocês e podemos conhecer, discutir e conhecer outros trabalhos que, pois existem muitos livros bons, mas não forem publicados ou estão tentando publicar e vamos ajudá-los.
Aqui o link: http://descobertaliteraria.blogspot.com/

Bjuss querida

Katherine

Katherine disse...

E parabéns para a sua amiga =)

Amanda disse...

Ah ótimo *-*
Quero sim :D

Minha amiga??
É minha cidade que tava fazendo aniversário :D

Katherine disse...

putz. Foi mal. Eu só olhei o título, não deu para ler tudo. Desculpe pelo engano

Bjuss

Katherine

Ila Gabriela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ila Gabriela disse...

Ameiii sei que de fato é isso mesmo o q ela disse , mas no caso da pipa de papel de seda axo q é mesmo de sacola de supermercado q as crianças fazem kkkkkk(zuando)...
Aii como sou apaixonada pela nossa cidade morena.
Creio que se um dia eu tiver oportunidade de morar em outro lugar, sempre saberei que o meu verdadeiro lugar é Belém :)

Amanda disse...

Ah, somos duas então Ila :D

Amanda disse...

Ah, tudo bem Katherine :D

táh lira disse...

Oi meu anjo *-*, tudo bom? é a Thaís do blog Ow!Book. Não sabia que você tinha blog mulher :O
Mas enfim, vim aqui perguntar (envergonhadamente :$) se você quer fazer parceria comigo *-*.
Okeey fui direta mas enfim, é que sou nova nisso. HEUSHEUSHUE
se quiser fazer entra em contato comigo meu anjo.
beeijos :*

Jusce disse...

Não conheço Belém, mas gostaria muito de conhecer esta cidade rica em história e cultura. Quando puder ir, vou na épca da seca (fiquei sabendo que por aí chove muito). Parabéns para esta maravilhosa cidade!

Amanda disse...

É, vem Jusce =D
Chove demais mesmo