10.8.11

[Resenha] A Última Música - Nicholas Sparks

Título: A Última Música (The Last Song)
Autor: Nicholas Spraks
Número de páginas: 383
Editora: Novo Conceito
Sinopse: Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte. O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida. Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão – A ULTIMA MÚSICA demonstra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras que o amor é capaz de partir e curar seu coração. 


Oi pessoal! Tudo bem com vocês?
Nossa, eu enrolei um bocado para postar essa resenha, porque ela realmente me deu trabalho. Eu escrevi e reescrevi, procurando encontrar a melhor forma de demonstrar tudo que senti quando li esse livro. 
A partir da leitura da sinopse, já dá para imaginarmos como vai ser a estória.
Ronnie é uma garota revoltada, daquelas meio rebelde sem causa. Distante dos pais, em especial do pai, desde a separação dos dois e fica terrivelmente brava quando sua mãe decide que ela e seu irmão Jonah (fofo demais *-*) vão passar o verão com o pai, na Carolina do Norte.
Todo conspirava para ser o pior verão de sua vida, até que ela conhece Will, o garoto mais popular, rico, lindo e tudo de bom eu quero da cidade. 
Eles começam a se envolver profundamente e tudo caminhava para um final feliz, quando Ronnie descobre uma coisa sobre respeito de seu pai, que mudará sua vida.
Esse livro poderia ser um grande clichê. Garota rebelde e meio sem grana, se apaixona por um cara rico e bonito e os dois vivem felizes para sempre. Sim, poderia, mas não foi.
Em se tratando de Nicholas Sparks eu já podia esperar isso. Ele consegue transformar a mais simples das estórias em algo mágico, lindo, perfeito.
Em A Última Música ele conseguiu mais uma vez fazer com que nos apaixonemos por personagens, simples, comuns, humanos, que podemos encontrar todos os dias nas ruas. Seus personagens não precisam ser criaturas irreais e/ou ter poderes sobrenaturais para prender nossa atenção e é isso que encanta mais no autor.
Seus personagens são muito bem construídos. A começar por Ronnie.
Confesso que no início da estória eu a odiei. Achei muito egocêntrica e mimada. Fazendo de tudo para ser a "do contra", a rebeldezinha, tanto que deixou de lado sua grande paixão - o piano - para não ter que lembrar, digamos assim, do pai. Mas, no decorrer da estória eu pude perceber que tudo não passava de uma máscara, uma forma até de chamar atenção dos pais, e que por trás daquele ser insuportável, tinha uma pessoa de bom coração. Pensei que não fosse conseguir, mas no decorrer do livro, me vi torcendo por ela.
E o que dizer de Will? Ele é simplesmente TUDO. Lindo, alto, rico, jogador de vôlei e, acima de tudo, uma excelente pessoa. Mas não se alegre Will, ainda prefiro meu Noah <3 Consegue ver em Ronnie o as outras pessoas, principalmente seu amigo Scoot, não veem e se apaixona por ela. Achei-o bastante maduro para sua idade, realmente encantador.
Outros personagens que chamaram muito minha atenção foram Jonah e Steve, respectivamente irmão e pai de Ronnie. O primeiro é uma criança encantadora. Divertido, prestativo e companheiro do pai (quando Ronnie é o oposto), têm umas sacadas muito engraçadas. Ri bastante com ele durante o livro.
Quanto a Steve, o que posso dizer é que me encantei to repetindo demais essa palavra né?. Ele é um excelente músico que já foi professor da Juilliard, escola de música em Nova York, e com quem Ronnie aprende a ter amor pelo piano. Depois de sua separação, larga tudo e volta para sua cidade natal.
Ele é bastante compreensivo e paciente, pois, confesso, se eu fosse ele... não sei se seria tão legal assim com a Ronnie não. Ama demais os filhos e faz de tudo para agradar e ficar mais próximo dos dois, a fim de tornar o verão inesquecível.
A estória é emocionante. E, na minha opinião, muito mais do que uma estória de amor, é uma estória de aprendizado, de crescimento pessoal, de abandono da adolescência para ingresso na fase adulta e, o principal, uma estória de reconciliação. 
Conseguimos perceber que, como jovens, podemos fazer, dizer e pensar muitas besteiras, mas sempre há uma segunda chance, uma oportunidade de mudar.
Me emocionei bastante, principalmente no final, tanto que cheguei a derramar algumas lágrimas rs.
Super recomendo para todos que, como eu, são fãs de Nicholas, mas que, antes de tudo, adoram uma boa estória de amor, em todos os sentidos da palavra.

Beijos e até a próxima.






8 comentários:

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Amanda! Já li A Última Música e amei! Chorei litros com esse livro. Beijos!

Entre Fatos & Livros disse...

OI Amanda!

Eu tb estou enrolando para ler esse livro. Ele está piscando para mim, da estante, mas ainda não sei quando poderei lê-lo. Tenho mts livros na lista...

Acho que vou passar esse na frente. Todo mundo diz que vale a pena.


BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Priscilla Duhau disse...

Adorei a resenha. Confesso que ainda não li nada de Nicholas Sparks, acredita?? Mas com certeza tenho vontade de ler esse livro.
Parabéns pela resenha, está muito boa!

Beijão ♥
Priscilla Duhau
Livrificando

Amanda disse...

Vanessa,
Obrigada :)
É emocionante né? Amei mesmo.

Pri,
Também tenho muitos na lista mas passei esse na frente rs
Não me arrependi. Vale muito a pena.

Priscilla,
Que bom que gostaste da resenha :)
Ainda não leste nada dele? Precisas ler. Até pouco tempo eu também não tinha lido, mas agora que li alguns, me apaixonei e sempre indico.

Um beijos pra todas vocês e obrigada por comentarem.

Vanessa disse...

Hey :D
Ain, Nicholas, é Nicholas, né? <3 Adorei esse livro, não tanto quando Querido John (que ainda é meu favorito dele), mas gostei :D Boa resenha.

Beijos, Vanessa.
This Adorable Thing

Amanda disse...

Que bom que gostaste Vanessa :)
Querido John é o próximo da fila.

Beijo

Marcos Barbosa disse...

Não curto muito romance. Mas o Sparks com Um Amor Para Recordar me cativou :D Ótima resenha

Maristela G Rezende disse...

Eu assisti ao filme e achei lindo. O livro ainda não li mas sua resenha deixou um gostinho de quero mais. Parabéns.