28.10.11

[Resenha] Paixão e Liberdade - Flávia Simonelli

Título: Paixão e Liberdade
Autora: Flávia Cristina Simonelli
Número de páginas: 180
Editora: Novo Século
Avaliação: 3,5/5
Sinopse: Pode um reencontro com o passado promover mudanças no presente? Quando duas amigas se reencontram após 20 anos, não são as mesmas pessoas, definitivamente. Mas os fantasmas do que já foram se misturam com os novos personagens em que se transformaram, provocando desconforto, assombro, desconcerto. Camila, uma jovem executiva que tinha tudo para fazer uma carreira brilhante em Marketing, acaba por tomar rumos completamente inusitados, em um país distante da Europa, onde vai conhecer a origem das dores do amor e da incompreensão. Já Isabel, sem tantas ambições profissionais, mas que desde cedo buscou viver com intensidade as emoções proporcionadas pelo amor, passou por duas relações importantes, que resultaram em uma viuvez e uma separação.


Um livro diferente de tudo que já li. Acho que posso definir dessa forma Paixão e Liberdade.
No livro nos é apresentada as histórias de Camila e Isabel, duas amigas da faculdade que se reencontram após vinte anos.
Camila tem algo que precisa contar a sua amiga e sua história nos é contada pela ótica de Isabel.
Suas vidas seguiram caminhos distintos e, depois de tanto tempo, é de se esperar que tenham muita coisa para contar uma a outra.
Assim que recebi o livro pensei tratar-se de uma história de amor. Estava completamente enganada.
Não que não exista a parte amorosa no livro. Existe, mas de forma diferente, já que a intenção do livro é outra.
Esse é um daqueles livros que te fazem refletir sobre a vida, sobre as escolhas, sobre tudo. Isso é um ponto forte.
Por vezes me vi parando no meio da leitura (que eu demorei séculos para concluir) para refletir sobre algo.
Flávia escreve bem demais! Sua narrativa é fluida (apesar de ser cansativa em alguns pontos) e o livro alterna o passado e o presente. Gosto muito disso.
Os personagens também são muito bons. Gostei bastante de Isabel. Seu jeito meio metida a intelectual, seu modo fechado de ser, sua timidez e tudo mais, fizeram com que eu me achasse bastante parecida com ela. Mesmo. Fora o apreço pela escrita, pela arte em geral. Acho que a Flávia andou espiando minha vida rs
Isso até me incomodou um pouco, pois quando a Camila contou a ela o modo como a via na faculdade, me peguei pensando se não é assim que as pessoas me veem. 
Camila é uma personagem bastante complexa. Confesso que foi ela quem me deixou confusa no livro. Principalmente com seu desfecho.
Sua mudança, que é narrada no decorrer do livro, é magnífica e é uma das partes que nos faz refletir bastante, já que ela larga sua carreira de sucesso e decidi viver uma nova vida.
Mas, com certeza, o personagem que mais me encantou foi Fabrízio. Sério, ele é minha alma gêmea rs
Todo esse conflito entre o ser e o não ser, o certo e o errado, a arte como válvula de escape... Enfim, ele é demais.
Apesar de super indeciso para o meu gosto.
Mas, a mesma coisa que torna o livro bom, também o torna cansativo em alguns momentos.
Em certos pontos, os diálogos são rebuscados demais, reflexivos demais. Isso ficou meio forçado para mim e me desestimulou a certa altura.
Mas, no geral é um livro profundo, bastante filosófico e que te faz refletir sobre a vida. Talvez não seja dos mais indicados para adolescentes, mas com certeza vale a pena.
Agradeço muito a Flávia pela oportunidade.

Um super beijo e até a próxima.