3.10.10

[Resenha] Alma e Sangue - Nazarethe Fonseca.


Título: Alma e Sangue - O despertar do vampiro.
Autor: Nazarethe Fonseca.
Ano: 2001

Sinopse



Kara Ramos é uma jovem restauradora, determinada e espirituosa, cujo talento acaba chamando a atenção do excêntrico milionário Gustave Rohan, dono de um antigo casarão com fama de mal-
assombrado.
Audaciosa, Kara aceita o desafio de reformá-lo para realizar um antigo sonho da família. Porem, o que ela jamais poderia imaginar era encontrar adormecida no sótão uma criatura com mais de 300 anos, sedenta de sangue e vingança.
Mas esqueça o semblante sinistro dos velhos vampiros, a capa vermelha esvoaçante no alto de um castelo. Jan Kmam prefere jeans negro e botas surradas. Os cabelos loiros, olhos azuis e rosto perfeito teriam encantado Kara imediatamente, não fosse o susto e a incredulidade do primeiro encontro.
Agora que despertou, Jan Kmam irá ate as ultimas conseqüências para se vingar de seus inimigos. Para tanto, não hesitará em envolver Kara em seu mundo de sombras e sedução.
______________________________________________________________
Esse primeiro volume inicia a turbulenta saga de amor e traição da jovem Kara Ramos e o vampiro Jan Kmam. A primeira edição, lançada em 2001, arrematou uma legião de fãs por todo o Brasil, acompanham a autora Nazarethe Fonseca em seu blog, e lotam suas comunidades virtuais no Orkut e no Twitter. Kara Ramos é uma jovem restauradora, determinada e espirituosa, que aceita o desafio de reformar um casarão abandonado na cidade de São Luís, no Maranhão. Porém, o que ela jamais poderia imaginar era encontrar adormecida no sótão uma criatura com mais de 300 anos, sedenta de sangue e vingança. Agora que despertou, o vampiro Jan Kmam irá até as últimas consequências para se vingar de seus inimigos. Para tanto, não hesitará em envolver Kara em seu mundo de sombras e sedução. Mesclando aventura, romance e terror, Alma e Sangue: o despertar do vampiro é uma história de tirar o fôlego. O início promissor de uma saga apaixonante, que continua em Alma e Sangue: O Império dos Vampiros. Os fãs podem enfim comemorar a nova edição, totalmente revisada e acrescida de novas cenas, que dão novo ritmo ao texto e trechos inéditos da continuação da saga, Alma e Sangue: O império dos Vampiros.


______________________________________
Resenha: Alma e Sangue - O despertar do vampiro, é um daqueles livros que tu começas a ler e não consegue parar de jeito nenhum. É uma estória de vampiros bastante diferente das atuais. Eu diria que é uma estória mais para o público jovem e adulto, do que para crianças e adolescentes.
A começar pelo Jan Kmam, um dos vampiros mais sensuais que já vi.
Ele é um daqueles vampiros à moda antiga. Dorme de dia em um caixão, fica acordado só durante a noite, morre se sair ao sol e sim: ele se alimenta de gente! rsrsrs, Tá tão difícil encontrar vampiros assim ultimamente.
Porém , mesmo não sendo "vegetariano" ele não é cruel.
Ama Kara desde de muito tempo, mas vive as turras com ela, que também o ama, mas não quer admitir.
Sim, ela é uma personagem bem verossímel, afinal quem em sã consciência ia receber a notícia de que seu amado é um vampiro e ia achar super normal?? ( Só a chata da Bella mesmo...)
Um dos pontos altos do livro é a luta entre Jan e Gustave, seu inimigo de séculos, Gustave também é "apaixonado" por Kara e enfrentará Jan em um duelo.
Kara é a reencarnação do amor deles do passado: Thais, o que a faz ficar ainda mais irritada.
Há outros personagens como o prestativo doutor Victor, o doentio Roberto e falsa Alva.
Enfim, depois de tantas idas e vindas, Kara e Jan finalmente conseguem ficar juntos, até que algo imprevisível acontece ao fim do livro.
E agora o que irá acontecer?
Também quero saber rsrs. Estou louca para ler Alma e Sangue - O império dos vampiros.
Bom, isso é aí, para quem, assim como eu, é louco (a) por uma boa estória de vampiros, Alma e Sangue é a escolha certa.


Um comentário:

Thais Pampado disse...

Gostei da resenha!
Eu não tenho nada contra vampiros vegetarianos, mas os à moda antiga são bem melhores mesmo rs
Parece ser um livro muito bom!

Beijos,

Thais Pampado
Por Trás da Estante