29.12.11

[Resenha] Amor, Maybe - Francine Cruz

Título: Amor, Maybe.
Autora: Francine Cruz
Número de páginas: 304
Editora: Ícone
Avaliação: 5/5
Sinopse: Em uma festa à fantasia, Josephine e Matthew se conhecem e se apaixonam. Inexperientes, Josie e Matt sabem que se amam, mas, para viver esse grande amor, terão que vencer muitas barreiras. O que será que os
impede de ficar juntos?
Esta é a história de um amor inacabado, cheio de lágrimas, romance, brigas e sentimentos, mas, acima de tudo, cheio de esperança. Fala sobre o tempo e como a vida pode pregar peças em nós.
Neste romance, você conhecerá a força de um amor verdadeiro que através dos anos buscará sua chance de ser eterno. Será esse amor forte o suficiente para resistir ao tempo, à distância e à solidão?




Até onde pode ir um grande amor?
A fé ajuda a recuperar sentimentos?
Quem pode separar duas pessoas que se amam? Descubra isso em Amor, Maybe uma linda história romântica como você nunca viu.

Tudo começa em 2006 quando quando Josephine retorna a Los Angeles, depois de um tempo no Brasil, e começa a ter sonhos misteriosos.
O sonhos sempre se repetem, cada vez mais intensos, até que um dia, quando ela está passeando de carro no dia do seu aniversário, Josie reconhece o Hospital São Rafael como o local visto em seus sonhos e descobre que Matthew, seu amor do passado que, na verdade, nunca foi esquecido, está em coma.
A partir desse dia, Josie passa a visitá-lo todas as tardes e, finalmente, descobre o porquê de suas histórias terem tomado os rumos que tomaram.
Josie é uma artista e, assim que reencontra Matt, redescobre sua inspiração e volta a escrever o livro que havia começado quando os dois se conheceram e passa a contar-lhe a história de suas vidas.

E é através das recordações de Josephine que descobrimos essa emocionante história de amor.

Emocionante, encantador, sensacional, apaixonante. Essas são palavras que eu poderia usar para descrever esse livro. Mas acho que nenhuma delas captaria por completo a essência do livro.
Sou louca por livros com personagens bem construídos e Francine sou fazer isso de forma magnífica.
Josephine é encantadora. É impossível não gostar dela! Foi criada em um mundo de luxo e riqueza, mas não dá importância a essas coisas. É uma artista. Ama literatura (quem se identifica levanta a mão \o/) e tem talento para a escrita. 
Matthew é um garoto simples, pé no chão, que mora somente com a mãe e não tem as condições que Josie possui. Ele tem talento para música e isso me encantou demais sim, eu tenho uma queda por músicos.
E, mesmo que pareça bastante improvável, um amor muito bonito nasce entre os dois, para desespero da mãe de Josie, que acha que Josie merece "coisa melhor" que Matt.
Apesar do livro ser ambientado nos EUA, tem uma grande parte no Brasil, em Florianópolis.
A narrativa é contagiante e quando percebemos já passamos da metade do livro. Ele tem um formato diferente, é pequeno, e a capa é maravilhosa.
Amei a diagramação, ficou um trabalho muito lindo. É um livro que dá gosto de ler, pela história e porque percebemos o quanto o trabalho foi bem feito.
Amei as citações musicais e literárias que há no livro. Eu gosto muito quando os livros possuem coisas do tipo, pois revelam o quanto o autor se preocupou e teve trabalho com sua obra.
O desenrolar da história é maravilhoso e o final é surpreendente. Sério, nem um pouco clichê, como é comum em alguns livros do gênero.
Eu errei feio em minha previsões rs
Então, se você gosta de um bom romance precisa ler Amor, Maybe. Uma história encantadora e surpreendente e, o melhor de tudo, nacional. Prepare-se para se apaixonar!

Book-trailer:


E mais, no blog da autora, tem uma parte muito legal, onde ela nos conta as músicas que a inspiraram no ato da escrita. Ficou curioso? É só clicar aqui.

Citação:

" - Josephine, não sei ao certo o que lhe dizer neste momento. Só você pode decidir como seguir sua vida. Nada que eu diga será melhor do que o que o seu coração lhe disser. O que eu acho e te digo, como um conselho de pai, é para você silenciar  todo o seu ser e refletir um pouco: como hoje é o último dia do ano, é  o dia perfeito para deixar tudo velho para trás e amanhã poder começar uma nova vida. Tenha coragem e deixe um pouco de lado que os outros querem ou almejam para você. A opinião dos que amamos é importante, sim, mas só nós sabemos de nossos sentimentos íntimos. Por isso, pense no que você sonha e deseja, pois Deus é muito bom e nunca coloca um desejo em nosso coração se não tem a intenção de realizá-lo."
           Pág.: 229

Um super beijo e até a próxima.